A Edição Papel

AUTÁRQUICAS: Cigano é cabeça de lista do Chega em Porches

POSTAL

19-03-2021

Trata-se de um ex-militante do PSD que terá como número dois um indivíduo de raça negra, numa freguesia que conta com pouco mais de dois mil habitantes

Pedro Silva, um indivíduo de etnia cigana, é o cabeça de lista do Chega para a freguesia de Porches, concelho de Lagoa

Trata-se, segundo esclareceu a Comissão Política da Secção Concelhia do PSD de Lagoa ao POSTAL, não de um ex-militante do PSD, mas sim de "um cidadão que em diversas eleições autárquicas integrou como independente as listas do PSD, tendo sido na última eleição o número quatro da lista à Freguesia, eleição em que o PSD elegeu dois membros para a Assembleia de Freguesia de Porches. E que como cidadão independente que é, decidiu abraçar outro projeto, a qual respeitamos e não vimos nenhum problema".

Pedro Silva terá como número dois um indivíduo de raça negra, numa freguesia que conta com pouco mais de dois mil habitantes e onde nas últimas presidenciais André Ventura obteve 17,76 por cento dos votos, logo a seguir a Marcelo Rebelo de Sousa com 58,95 e à frente de Ana Gomes que recolheu 12,66 dos votantes.

Mas perante o insólito - tendo em conta a polémica que envolveu o partido de André Ventura na sua relação com aquela minoria étnica - confrontado com a inclusão destas duas pessoas nas suas listas, o líder do Chega no Algarve, João Graça, explicou que as escolhas “são a prova de que o Chega não é um partido racista ou xenófobo”.

“O que não aceitamos é a existência de pessoas que vivem à custa dos subsídios do Estado sem trabalhar, independentemente da sua origem étnica”, sublinhou.