Cultura.Sul

Algarve e Espanha de mãos dadas pela cultura

Jéssica Sousa

Cristina Mendonça

07-04-2021

Arranca hoje mais uma Mostra Internacional de Cinema “Fronteiras” que se estende até ao dia 10 de abril. A iniciativa não é nova por estas bandas e dá força à cultura desde 2016

Apresentação da Mostra Internacional De Cinema Fronteiras na CCDR, em Faro
Foto Jéssica Sousa / D.R.

Devido à pandemia, a edição deste ano passou ao formato online e insere-se na semana da interculturalidade, contando com o apoio da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve. A organização da mostra vai em busca de estabelecer laços, enraizar o cinema e provocar uma capacidade argumentativa e espírito crítico na população. Dinamizar as culturas de Portugal e Espanha através da participação de autores tanto nacionais como internacionais na produção destes trabalhos é mais uma das metas a atingir.

Esta opção alternativa ao cinema tradicional e à televisão vem trazer a um público, sedento de cultura, curtas e longas-metragens internacionais, onde é dado foco a vários problemas que persistem na vida de muitos jovens.

Hoje a sessão de abertura deste projeto começa em grande com a transmissão de “Corpus Christi”, um filme que se encontra nomeado para os LUX European Film Awards. Para assistir ao filme, basta preencher e submeter um curto formulário presente na página Fronteiras.

Conforme o Postal do Algarve noticiou anteriormente, pode votar no seu nomeado favorito ao prémio aqui.

Longas e curtas-metragens em modo ficção ou documentário, criadas por jovens realizadores, que pretendem descodificar fronteiras, sejam físicas, emocionais, geográficas, religiosas ou mentais, assim como um espaço dedicado ao diálogo com o público com o documentário “Andaluz de Criação”, uma exposição virtual de fotografia e uma masterclass com o roteirista e diretor Benito Zambrano são outras atividades disponíveis aos interessados.

E como a cultura é destinada a todas as idades, o projeto conta ainda com uma seleção de curtas-metragens destinadas exclusivamente a alunos da pré, primária e secundária que abrangem um público desde os 3 aos 12 anos, já disponíveis no site.

O acompanhamento ao pormenor desta Mostra Internacional de Cinema pode ser feito no conforto de sua casa através da Fronteiras.

A semana da interculturalidade tem “o intuito de sensibilizar os cidadãos para a necessidade de uma sociedade intercultural que tenha presente os valores da solidariedade; da não discriminação pela aparência, etnia, género ou nacionalidade; da igualdade; do respeito pela diferença e pela diversidade; da partilha e da inclusão, de forma a garantir uma cidadania mais inclusiva e mais igualitária”, segundo a página oficial da Rede Europeia Anti-Pobreza.

A Mostra Internacional de Cinema Fronteiras visa “divulgar produções cinematográficas que tenham como temática as fronteiras: físicas, emocionais, materiais, geográficas, sexuais, religiosas, mentais, entre outras”.

A Junta da Andaluzia, o Centro Europe Direct do Algarve, a CONTEXTOS, o Interreg VA- Espanha – Portugal, a EURORREGIÃO Alentejo – Algarve – Andaluzia e a Eurocidade do Guadiana são alguns dos colaboradores da Fronteiras.