Algarve Negócios

Políticos e empresários andaluzes querem comboio de alta velocidade até Faro

03-06-2021

Presidentes de câmara de Sevilha e de Huelva assinaram um manifesto promovido pela Câmara Oficial do Comércio, Indústria, Serviços e Navegação de Huelva que defende a ligação a Portugal

Dirigentes políticos e empresariais de Sevilha e Huelva apoiaram esta semana um manifesto onde instam o Governo da Andaluzia a "impulsionar" a ligação em comboio de alta-velocidade entre estas duas cidades espanholas e Faro, no Algarve.

O documento "insta o Governo Regional da Andaluzia [...] a promover a ligação de alta velocidade entre Sevilha-Huelva-Faro, procurando financiamento nos fundos FEDER do período operacional que agora se inicia, o que permitirá elevar os níveis de rendimento anteriores numa área com elevado potencial de desenvolvimento que é condicionada pela falta de redes ferroviárias para assegurar a sua intercomunicação".

Os presidentes de câmara de Sevilha e de Huelva assinaram na última terça-feira o manifesto promovido pela Câmara Oficial do Comércio, Indústria, Serviços e Navegação de Huelva.

O documento recebeu ainda o apoio da Federação de Empresários de Huelva, a Confederação de Empresários de Sevilha, o Conselho Andaluz de Câmaras de Comércio, a Confederação Andaluza de Empresários e do Centro Empresarial da Região do Algarve (NERA), disse à agência Lusa fonte da Câmara do Comércio de Huelva.

O presidente da Câmara de Huelva, Gabriel Cruz, qualificou na altura de "histórica" a assinatura do manifesto, porque "significa sublinhar o empenho ativo na realização de um projeto chave para o crescimento, progresso e atração de investimentos".

"Estou certo de que o presidente da Junta [Governo] da Andaluzia nos acompanhará neste caminho, e o Governo de Espanha também, apoiando um projeto de desenvolvimento e progresso de Huelva, Andaluzia e Espanha", disse o presidente da câmara, acrescentando esperar que ao projeto também se junte "em breve" o autarca de Faro.

Por seu lado, o presidente do município de Sevilha, Juan Espadas, salientou que "os fundos europeus permitirão um grande investimento público em infraestruturas essenciais para o desenvolvimento e recuperação económica.

"Uma destas infraestruturas estratégicas é a ligação do AVE [comboio de alta velocidade] Sevilha-Huelva-Faro, que é um projeto chave para a ligação das três cidades que têm interesses comuns, dois aeroportos importantes como Faro e Sevilha, para o setor empresarial da Andaluzia e Portugal, para novos projetos de desenvolvimento industrial e inovação tecnológica e para a nossa estratégia turística", afirmou.

A ligação ferroviária de alta velocidade que atualmente liga Madrid a Sevilha foi a primeira a ser construída em Espanha, na altura para servir a Exposição Universal de Sevilha de 1992.

A proposta dos dirigentes políticos e empresariais andaluzes iria significar o prolongamento dessa linha até Faro, com passagem por Huelva.