Global

Repórteres sem Fronteiras: Sem jornalismo independente, estas seriam as notícias

POSTAL

27-12-2019

Objetivo: chamar a atenção para os perigos associados ao fenómeno da desinformação e convidar a sociedade a se associar à luta em defesa do jornalismo livre, independente e plural em todas as partes do mundo

A última campanha da RSF apresenta com ironia imagens comoventes de chefes de Estado de diversos países, entre os quais Vladimir Putin (Rússia), Bachar El-Assad (Síria), Kim Jong-Un (Coréia do Norte), Recep Tayyip Erdoğan (Turquia), Donald Trump (EUA), Mohammed Ben Salmane (Arábia Saudita), Xi Jinping (China) e Jair Bolsonaro (Brasil), para lembrar que, sem jornalismo independente, a produção de notícias se resumiria a um fútil exercício de propaganda.

A Repórteres sem Fronteiras afirma assim que "não basta lutar contra a censura, as detenções arbitrárias e os assassinatos de jornalistas".

Com a campanha, a organização quer chamar a atenção para os perigos associados ao fenómeno da desinformação, e convidar a sociedade a se associar à luta em defesa do jornalismo livre, independente e plural em todas as partes do mundo.

Um chamado à solidariedade

Produzida pela RSF e a agência de publicidade BETC, a campanha foi traduzida em sete idiomas e começou a ser divulgada a 18 de novembro de 2019, em canais de televisão na França, assim como de outros países.

A RSF apela ao apoio dos que lutam para nos manter informados, muitas vezes colocando suas próprias vidas em risco.

Doe em: http://bit.ly/CampagneRSF2019.