Sociedade

Lagos avança com a requalificação de espaços verdes ajardinados

29-04-2021

Conclusão dos trabalhos na rotunda junto ao Centro de Saúde permite apresentar uma nova imagem, mais cuidada, melhor iluminada e mais sustentável

O acesso poente à cidade de Lagos está mais valorizado. A conclusão dos trabalhos na rotunda junto ao Centro de Saúde permite apresentar uma nova imagem, mais cuidada, melhor iluminada e, simultaneamente, mais sustentável, uma vez que a requalificação de espaços verdes ajardinados tem, também, como objetivo o aumento da eficiência hídrica.

"Os trabalhos foram desenvolvidos por administração direta com mão-de-obra do município, envolvendo a colaboração dos efetivos da Junta de Freguesia de São Gonçalo e alguns serviços externos contratados", segundo explica a autarquia lacobrigense.

As intervenções mais recentemente realizadas nos espaços verdes ajardinados da cidade de Lagos e em outros pontos do concelho chamam, certamente, a atenção dos munícipes pelo colorido dos revestimentos.

Mais do que uma simples opção estética, estes trabalhos de remodelação têm como grande objetivo "contribuir para o aumento da eficiência hídrica, aliando o embelezamento do espaço público às questões da poupança de água, esse bem tão vital e escasso".

Nos últimos dois anos foram requalificados 49.390 metros quadrados de zonas verdes ajardinadas, representando cerca de 25% dos espaços verdes do concelho.

Os trabalhos, que integram a renovação da rede de rega, caracterizam-se pelo "aumento das áreas formadas por materiais inertes (que não exigem rega) e uma maior utilização de espécies vegetais autóctones e adaptadas às condições do solo e do clima da região, opções que reduzem igualmente as exigências de manutenção, garantindo uma maior durabilidade das espécies vegetais".

Estas ações de remodelação vêm ao encontro dos objetivos e de algumas das medidas preconizadas pelo Plano Municipal de Adaptação às Alterações Climáticas, aprovado em 2019, o qual visa preparar as populações e as atividades económicas do concelho para um futuro com menor disponibilidade de recursos hídricos, em que a qualidade da água e a sustentabilidade dos seus usos são uma prioridade.