Sociedade

Loulé: GNR apreende armas proibidas em processo de violência doméstica

19-03-2021

O suspeito agredia, injuriava e ameaçava de morte a sua ex-companheira na presença dos filhos

O Comando Territorial do Faro da GNR, através do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Especificas do Faro (NIAVE), apreendeu esta quinta-feira armas proibidas no âmbito de um processo de violência doméstica, no concelho de Loulé.

Durante a investigação de um processo por violência doméstica, os militares apuraram que "o suspeito de 39 anos agredia, injuriava e ameaçava de morte a vítima, sua ex-companheira, de 39 anos".

Segundo a GNR, "as agressões ocorriam na presença dos filhos menores do casal, provocando-lhes um sentimento de medo, insegurança e terror".

A posse de armas, algumas delas proibidas, levaram ao cumprimento de um mandado de busca domiciliária, que culminou com a apreensão de 8 espingardas, 43 cartuchos de projétil único (bala), 1 cartucho de zagalote, 163 munições de diversos calibres, 6 matracas, 2 bastões, 3 estrelas de arremesso "shuriken", 8 facas, 1 soqueira, 1 catana, 1 sabre, 1 punhal, 3 espadas e 1 balestra.

O suspeito foi constituído arguido, e os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial de Loulé.