Sociedade

Criada petição contra dragagens no rio Arade

Filipe Vilhena

Henrique Dias Freire

19-08-2020

O documento refere que vão ficar afetados "os valores ambientais, socioculturais e arqueológicos"

A contestação ao projeto de dragagens no rio Arade está a aumentar e foi criada uma petição, em papel e online, que já conta com mais de 1500 assinaturas.

O objetivo é o alargamento e aprofundamento do canal de navegação para permitir a entrada de navios de cruzeiro de maior dimensão no Porto de Portimão.

Depois dos pareceres negativos da Câmara de Lagoa e da Junta de Freguesia de Ferragudo, o documento refere que vão ficar afetados "os valores ambientais, socioculturais e arqueológicos , bem como a vivência da população de Ferragudo e das restantes zonas ribeirinhas".

Na petição é pedida "a suspensão de todo o processo de aumento da capacidade do porto".

O presidente da Junta de Ferragudo, Luís Veríssimo, referiu ao Correio da Manhã que a autarquia "está a equacionar fazer uma impugnação ao projeto", através de uma "providência cautelar". Na sexta-feira, será promovida uma vigília contra as obras.

A petição será remetida ao Presidente da República, Governo e câmaras de Lagoa e Portimão.

A situação gerou uma enorme onda de comentários nas redes sociais, com muitos algarvios a expressar a sua opinião acerca do assunto, que envolve as dragagens do rio Arade.