Saúde

Algarve com apenas 22 novos casos, Alentejo 20 e Coimbra 21, mas R(t) e incidência continuam a subir

POSTAL

Expresso

Lusa

11-06-2021

Covid-19. R(t) e incidência a subir. Mais 519 infetados, um óbito e 295 recuperados em Portugal. Há ainda mais 11 doentes internados nas últimas 24 horas, o que coloca o total em 306

Portugal registou uma morte associada à doença covid-19 nas últimas 24 horas e contabilizou 519 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, metade dos quais em Lisboa e Vale do Tejo, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS).

De acordo com o boletim epidemiológico de hoje, os internamentos voltaram a subiram nas últimas 24 horas, registando-se mais 11 pessoas internadas em enfermaria, totalizando 306, enquanto nos cuidados intensivos mantêm-se 72 doentes.

A região de Lisboa e Vale do Tejo registou 274 novos casos nas últimas 24 horas, o que representa 52,7% por cento do total nacional.

Segundo a DGS, a morte registada ocorreu também na região de Lisboa e Vale do Tejo.

Os dados divulgados pela DGS mostram também que estão ativos mais 223 casos, para um total de 24.589, e que 295 pessoas foram dadas como recuperadas nas últimas 24 horas, o que aumenta o total nacional para 814.318 recuperados.

Desde o início da pandemia, em março de 2020, morreram em Portugal 17.044 pessoas e foram registados 855.951 casos de infeção.

O número de contactos em vigilância pelas autoridades de saúde subiu para 741, totalizando agora 28.753.

O R(t) subiu para 1,08 no continente e 1,07 na globalidade do território nacional, revela o boletim desta sexta-feira da Direção-Geral da Saúde (DGS). O índice de transmissibilidade era, na quarta-feira (dia da última atualização), de 1,07 no continente e de 1,05 na globalidade do território nacional.

O Norte (0,99), os Açores (0,97) e a Madeira (0,76) são as três regiões que apresentam este indicador abaixo do patamar definido de 1, indicam os dados do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA).

Acima de 1 encontram-se as regiões de Lisboa e Vale do Tejo (1,12), do Algarve (1,09), do Centro (1,05) e do Alentejo (1,05).

A incidência teve um aumento muito significativo: é agora de 79,3 no território nacional e de 78,4 no continente (consideravelmente acima de metade da linha vermelha dos 120). Os indicadores eram de 74,8 e de 73,6, respetivamente, na quarta-feira.

Todas as regiões do continente apresentam uma taxa inferior a 120 casos por cem mil habitantes, mas Lisboa e Vale do Tejo está agora nos 118,8, depois de apresentar um valor de 92,7 na semana anterior.

Já o Norte (59,0), o Centro (39,2), o Alentejo (49,7) e a Madeira (47,2) registam mesmo uma taxa de incidência acumulada a 14 dias abaixo dos 60 casos por cem mil habitantes, refere o relatório, que atribuiu aos Açores um valor de 141,3 neste indicador, o mais elevado de todas as regiões.

Há 306 doentes internados, mais 11 do que na quinta-feira e 72 pessoas estão em Unidades de Cuidados Intensivos


Na região de Lisboa e Vale do Tejo foram notificadas 274 novas infeções, contabilizando-se até agora 325.081 casos e 7.224 mortos.

A região Norte tem hoje 148 novas infeções por SARS-CoV-2, totalizando 342.069 casos de infeção e 5.358 mortes desde o início da pandemia.

Estas duas regiões têm 81,3% do total de novas infeções nas últimas 24 horas.

Na região Centro registaram-se mais 21 casos, acumulando-se 120.369 infeções, e 3.025 mortos.

No Alentejo foram assinalados mais 20 casos, totalizando 30.398 infeções, e 971 mortos desde o início da pandemia.

Na região do Algarve o boletim de hoje revela que foram registados 22 casos, acumulando-se 22.558 infeções, e 363 mortos.

A região Autónoma da Madeira registou dois novos casos, mas o total de infeções foi atualizado com a transferência de cinco casos para as respetivas regiões de ocorrência, totalizando 9.773 casos e 69 mortes devido à covid-19 desde março de 2020.

Os Açores têm hoje 37 novos casos e contabilizam 5.703 casos e 33 mortos desde o início da pandemia.

As autoridades regionais dos Açores e da Madeira divulgam diariamente os seus dados, que podem não coincidir com a informação divulgada no boletim da DGS.

Os valores das últimas 24 horas estão abaixo da média dos últimos sete dias (641,4) e da média dos últimos 30 (515,3)


O novo coronavírus já infetou em Portugal pelo menos 389.299 homens e 466.253 mulheres, mostram os dados da DGS, segundo os quais há 399 casos de sexo desconhecido, que se encontram sob investigação, uma vez que esta informação não é fornecida de forma automática.

A maior parte dos casos de covid-19 situa-se entre as faixas etárias dos 20 aos 59 anos, sendo o grupo entre os 40 e os 49 com o maior número de infetados desde o início da pandemia (142.173), seguido dos 50 aos 59 (126.662), dos 30 aos 39 (123.420) e dos 20 aos 29 (123.015).

Do total de vítimas mortais, 8.951 eram homens e 8.093 mulheres.

O maior número de óbitos continua a concentrar-se nos idosos com mais de 80 anos, seguidos da faixa etária entre os 70 e os 79 anos.

A pandemia de provocou, pelo menos, 3.775.362 mortos no mundo, resultantes de mais de 174,7 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Os números absolutos de casos e mortes por região ficam assim:

Relativamente a casos confirmados por faixa etária, a fotografia do país é a seguinte:

Recorde as mortes confirmadas por covid-19 por faixa etária, uma doença que afeta mais a população idosa. O retrato do país é este:


O surto em Portugal, em gráficos e mapas


Casos ativos

Total de casos confirmados

Total de mortes

Evolução de mortes

Mortos por dia

Evolução de casos

Novos casos por dia

No dia 4 de novembro, dos 7.497 infetados registados, 3.570 dizem respeito a atualização da DGS após atraso de laboratório na região Norte

Evolução de casos em %

Onde fica a covid-19 na história das pandemias

Gráficos e mapas do nosso parceiro Expresso

♦ LINKS ÚTEIS

MAPA COM OS CASOS A NÍVEL GLOBAL