Saúde

Algarve tem 27 novos casos mas número no país (+890) é o mais alto desde início de março

POSTAL

Expresso

Lusa

09-06-2021

Covid-19. Mais 890 infetados (número mais alto desde início de março). Número de casos é quase o dobro da média dos últimos 30 dias (492,7). R(t) volta a descer para 1,05, incidência aumenta outra vez

Portugal não registou mortes associadas à doença covid-19 nas últimas 24 horas, mas contabilizou 890 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, mais de metade em Lisboa e Vale do Tejo, segundo a Direção-Geral da Saúde.

De acordo com o boletim epidemiológico de hoje, a região de Lisboa e Vale do Tejo registou 591 novos casos nas últimas 24 horas, o que representa 66,4 por cento do total nacional.

Relativamente aos internamentos, os dados da Direção-Geral da Saúde (DGS) indicam que há mais 11 pessoas internadas em enfermaria, totalizando 307, e mais quatro em cuidados intensivos que tem hoje 70 doentes.

Os dados divulgados pela DGS mostram também que estão ativos mais 365 casos, para um total de 23.996, e que 525 pessoas foram dadas como recuperadas nas últimas 24 horas, o que aumenta o total nacional para 813.489 recuperados.

Desde o início da pandemia, em março de 2020, morreram em Portugal 17.037 pessoas e foram registados 854.522 casos de infeção.

O número de contactos em vigilância pelas autoridades de saúde subiu em 386, totalizando agora 27.078.

O R(t) desceu para 1,07 no continente e 1,07 na globalidade do território nacional, revela o boletim desta quarta-feira da Direção-Geral da Saúde (DGS). O índice de transmissibilidade era, na segunda-feira (dia da última atualização), de 1,08 no continente e de 1,07 na globalidade do território nacional.

A incidência continua a aumentar: é agora de 74,8 no território nacional e de 73,6 no continente (acima de metade da linha vermelha dos 120). Os indicadores eram de 72,2 e de 70,6, respetivamente, na segunda-feira. São valores que já não eram registados há mês e meio (no dia 21 de abril eram de 72,7 e 68,9, respetivamente).

Número de novos casos é o mais alto desde 6 de março, em que se registaram 1007 infeções. Está bastante acima da média dos últimos sete dias (608,6), e a diferença é ainda mais significativa quando comparada com a média dos últimos 30 (492,7)


LISBOA E VALE DO TEJO COM O NÚMERO DE CASOS MAIS ALTO DESDE FINAL DE FEVEREIRO

Esta quarta-feira, a região de Lisboa e Vale do Tejo (LVT) registou 591 novos casos, o que corresponde a quase 70% (66,4%) do total de infeções reportadas no boletim da DGS. Desde o dia 21 de maio que é a região com o maior crescimento diário de novos positivos e esta quarta registou o valor mais elevado desde 24 de fevereiro, dia em que Lisboa e Vale do Tejo reportou 772 novos infetados.

Nas últimas 24 horas, a região Norte contabilizou 140 novas infeções (15% do total do boletim), ou seja, LVT tem quatro vezes o número de casos do Norte.

Segue-se depois o Centro com 61 novos infetados, o Alentejo com 41, o Algarve com 27, os Açores com 25 e, por último, a Madeira com apenas cinco. Todas as regiões sofreram um aumento de casos face a terça-feira, exceto a Madeira.

Os números absolutos de casos e mortes por região ficam assim:

Há 307 doentes internados, mais 11 do que na terça-feira e 70 estão em Unidades de Cuidados Intensivos, mais quatro do que ontem


O novo coronavírus já infetou em Portugal pelo menos 388.614 homens e 465.515 mulheres, mostram os dados da DGS, segundo os quais há 388 casos de sexo desconhecido, que se encontram sob investigação, uma vez que esta informação não é fornecida de forma automática.

Do total de vítimas mortais, 8.948 eram homens e 8.089 mulheres.

O maior número de óbitos continua a concentrar-se nos idosos com mais de 80 anos, seguidos da faixa etária entre os 70 e os 79 anos.

Do total de mortes, 11.188 eram pessoas com mais de 80 anos, 3.632 com idades entre os 70 e os 79 anos, e 1.535 tinham entre os 60 e os 69 anos.

A pandemia de provocou, pelo menos, 3.750.028 mortos no mundo, resultantes de mais de 173,9 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Relativamente a casos confirmados por faixa etária, a fotografia do país é a seguinte:

Recorde as mortes confirmadas por covid-19 por faixa etária, uma doença que afeta mais a população mais idosa. O retrato do país é este:

- Em atualização -


O surto em Portugal, em gráficos e mapas


Casos ativos

Total de casos confirmados

Total de mortes

Evolução de mortes

Mortos por dia

Evolução de casos

Novos casos por dia

No dia 4 de novembro, dos 7.497 infetados registados, 3.570 dizem respeito a atualização da DGS após atraso de laboratório na região Norte

Evolução de casos em %

Onde fica a covid-19 na história das pandemias

Gráficos e mapas do nosso parceiro Expresso

♦ LINKS ÚTEIS

MAPA COM OS CASOS A NÍVEL GLOBAL