Saúde

Algarve tem 16 novos casos de 573 registados no país

POSTAL

Expresso

Lusa

05-06-2021

Covid-19. Portugal regista este sábado mais 3 mortes e 573 novos casos, segundo o relatório diário da Direção-Geral da Saúde

Foto D.R.

Portugal registou três mortes relacionadas com a doença covid-19 e 573 novos casos de infeção pelo novo coronavírus SARS-CoV-2 nas últimas 24 horas, divulgou hoje a Direção-Geral da Saúde (DGS).

De acordo com o boletim epidemiológico de hoje, a região de Lisboa e Vale do Tejo continua a ser a que tem mais novos casos confirmados, com 334 dos 573 registados no período em análise.

Dos três óbitos hoje contabilizados pela DGS, dois foram registados na região de Lisboa e Vale do Tejo e um na região Centro.

Relativamente aos internamentos, hoje estão menos duas pessoas em enfermaria, totalizando 265 doentes.

Nas unidades de cuidados intensivos (UCI), estão 51 pacientes, menos dois em relação à véspera.

Os dados divulgados pela DGS mostram também que estão ativos menos 111 casos, para um total de 23.362, e que 681 pessoas foram dadas como recuperadas nas últimas 24 horas, o que aumenta o total nacional para 811.640 recuperados.

Desde o início da pandemia, em março de 2020, morreram em Portugal 17.032 pessoas e 852.034 casos de infeção foram diagnosticados.

O número de contactos em vigilância pelas autoridades de saúde registou um aumento de 237, totalizando agora 25.398, de acordo com os mesmos dados da DGS.

Todas as regiões de Portugal continental apresentam um índice de transmissibilidade (Rt) do vírus SARS-CoV-2 acima de 1, com Lisboa e Vale do Tejo a destacar-se com 1,16, indica o relatório do INSA esta sexta-feira divulgado.

Segundo o relatório semanal do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA) sobre a evolução da curva da pandemia de covid-19, apenas a Madeira apresenta um Rt - indicador que estima o número de casos secundários de covid-19 resultantes de uma pessoa infetada - abaixo do limite estabelecido de 1, estando agora nos 0,83.

Lisboa e Vale do Tejo é a região do país com um Rt mais elevado, tendo passado, no espaço de uma semana, de 1,14 para 1,16, enquanto o Alentejo reduziu o índice de transmissibilidade do vírus de 1,16 para os 1,01.

O Norte, o Algarve e o Centro apresentam um Rt de 1,04 e os Açores de 1,05, de acordo com relatório do INSA.

No que se refere à taxa de incidência acumulada de novos casos a 14 dias, os Açores são a única região do país acima do referencial de 120, apresentando uma taxa de 146,6.

Lisboa e Vale do Tejo regista uma taxa de incidência acumulada de novos casos que subiu dos 68,1 para os 92,7, tendo a Madeira apresentado a maior redução, passando dos 109,7 para os 76,3.

As regiões Norte, Centro, Alentejo e Algarve apresentam uma taxa de incidência acumulada a 14 dias abaixo dos 60 casos por 100 mil habitantes.

O país "apresenta a taxa de notificação acumulada de 14 dias entre 60 e 119,9 por 100 mil habitantes e um Rt superior a 1, ou seja, taxa de notificação moderada e com tendência crescente", refere o INSA, avançando que, a nível europeu, "na mesma situação que Portugal está o Reino Unido".

Um dado positivo prende-se com o número de pacientes recuperados (681), que supera o dos novos casos


Na região de Lisboa e Vale do Tejo foram notificadas 334 novas infeções, novamente o maior número a nível nacional, contabilizando-se até agora 322.765 casos e 7.216 mortos.

A região Norte contabiliza 120 novas infeções por SARS-CoV-2, totalizando 341.229 casos de infeção e 5.356 óbitos desde o início da crise pandémica.

Na região Centro registaram-se mais 65 casos, perfazendo 120.094 infeções e 3.024 mortos.

No Alentejo foram assinalados mais cinco novos casos de infeção, totalizando 30.257 contágios e 971 mortos desde o início da pandemia.

Na região do Algarve, o boletim de hoje da DGS informa que foram registados 16 novos casos, acumulando-se 22.393 contágios pelo SARS-CoV-2 e 363 óbitos.

A região Autónoma da Madeira contabilizou 11 novos casos, somando 9.754 infeções e 69 mortes devido à doença covid-19 desde março de 2020.

Nas últimas 24 horas, e segundo a DGS, os Açores apresentaram 22 novos casos, o que eleva para 5.542 contágios desde o início da pandemia. O número de óbitos, 33, mantém-se inalterado.

As autoridades regionais dos Açores e da Madeira divulgam diariamente os seus dados, que podem não coincidir com a informação divulgada no boletim da DGS.

Estão internados 265 doentes, menos 2 do que na sexta-feira. Nos cuidados intensivos estão 51 doentes, menos dois


O novo coronavírus já infetou em Portugal pelo menos 387.340 homens e 464.314 mulheres, segundo mostram os dados da DGS.

A entidade informa igualmente a existência de 380 casos de infeção em pessoas de sexo desconhecido, que se encontram sob investigação, uma vez que esta informação não é fornecida de forma automática.

Ainda sobre a caracterização demográfica dos casos confirmados, o boletim da DGS refere que a maior incidência se verifica nos grupos etários entre os 20 e os 59 anos.

Do total de vítimas mortais, 8.945 eram homens e 8.087 mulheres.

O maior número de óbitos continua a concentrar-se nos idosos com mais de 80 anos, seguidos da faixa etária entre os 70 e os 79 anos.

A pandemia da doença covid-19 provocou, pelo menos, 3.714.923 mortos no mundo, resultantes de mais de 172 milhões de casos de infeção recenseados, segundo o mais recente balanço feito pela agência noticiosa France-Presse (AFP).

♦ LINKS ÚTEIS

MAPA COM OS CASOS A NÍVEL GLOBAL