Saúde

Encontro de Psicologia no Algarve debate e prepara o futuro

04-05-2021

O Curso de Psicologia foi criado na Universidade do Algarve em 1999, contando hoje com mais de 250 estudantes inscritos, 52 dos quais estrangeiros, sendo todos os anos um dos mais procurados em toda a oferta formativa da academia algarvia

O caminho dos futuros psicólogos e as novas abordagens científicas da Psicologia vão estar em destaque esta quarta-feira, na 19ª edição do Encontro de Psicologia da Universidade do Algarve que, este ano, se desenrola num em formato online, que reúne investigadores da área, parceiros institucionais, docentes e estudantes dos diversos ciclos de estudos em Psicologia.

Mais de 250 pessoas estão já inscritas para participar neste Encontro organizado pelo Departamento de Psicologia e Ciências da Educação da Faculdade de Ciências Humanas e Sociais (FCHS).

O psicoterapeuta psicanalista Manuel Matos, fundador da Sociedade Portuguesa de Psicanálise, dá o pontapé de saída ao Ciclo de Conferências, trazendo excertos de supervisão clínica para abordar os aspetos inovadores da psicanálise relacional ao nível da teoria e da técnica psicanalítica.

Haverá também espaço para as neurociências cognitivas. Desde a Universidade de Lund, na Suécia, a investigadora Inês Bramão partilha como a leitura de ondas cerebrais revela processos de codificação e recuperação de memórias, tendo por base o trabalho que tem desenvolvido aplicando técnicas de machine learning a dados de eletroencefalografia.

Na carteira de conferências, este ano alargada, conta-se ainda com a participação de Vítor Ortuño, antigo aluno de Psicologia da Universidade do Algarve que leciona atualmente na Faculdade de Psicologia da Universidad de la República, no Uruguai, cuja palestra apresenta os resultados de diversos estudos nacionais e internacionais sobre a importância da “Perspetiva Temporal” no entendimento dum amplo conjunto de comportamentos e cognições.

A fechar, Diniz Lopes, investigador e atualmente diretor do Departamento de Psicologia Social e das Organizações do Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa – Instituto Universitário de Lisboa, apresenta os resultados de um estudo dedicado ao abandono de animais de companhia e a relação da condição psicológica com este fenómeno.

Tal como nas edições anteriores, além da componente científica, o Encontro serve ainda para estreitar laços entre os futuros psicólogos e os parceiros que se propõem a acolher os estágios curriculares. Dezenas de instituições terão oportunidade de apresentar o trabalho que desenvolvem de forma a que se constituam numa oportunidade para os finalistas do Mestrado.

Os estudantes dos diferentes ciclos de estudos encontram, por seu lado, em mais uma edição do Encontro, espaço para exporem o trabalho realizado ao longo do seu percurso académico. Serão constituídas mesas dedicadas à Psicologia Clínica e da Saúde, à Psicologia Social, do Trabalho e das Organizações, à Psicologia da Educação e, por fim, às Neurociências Cognitivas e Neuropsicologia.

O Curso de Psicologia foi criado na Universidade do Algarve em 1999, contando hoje com mais de 250 estudantes inscritos, 52 dos quais estrangeiros, sendo todos os anos um dos mais procurados em toda a oferta formativa da academia algarvia.

Sobre a Universidade do Algarve:

A Universidade do Algarve (UAlg) tem atualmente cerca de 8 mil estudantes, 23% dos quais internacionais, oriundos de mais de 85 nacionalidades, onde se destaca o Brasil, país com maior representatividade, ultrapassando os 900 estudantes.

Com 41 anos de existência, aparece pela segunda vez consecutiva no ranking do Times Higher Education (THE) Young University Rankings 2019, que analisa o desempenho de instituições de ensino superior criadas há 50 anos ou menos, destacando-se no indicador que avalia a projeção internacional.

Em 2019 voltou a integrar a lista das melhores do mundo no Shanghai Ranking’s Global Ranking of Academic Subjects, destacando-se como a melhor universidade portuguesa na área de Hospitality & Tourism Management. O Shanghai Ranking’s selecionou as 300 melhores instituições de todo o mundo, colocando a UAlg no Top 100, com a melhor classificação nacional nesta área, entre as posições 51-75, liderando o lote das quatro universidades portuguesas avaliadas. Pela primeira vez, na posição 101-125, também apareceu no ranking do Times Higher Education (THE) Europe Teaching Rankings 2019, que analisa o desempenho do ensino em instituições de ensino superior europeias.

Em 2020 integra pela primeira vez o Times Higher Education Impact Rankings, que avalia o desempenho e contributo das universidades para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU, colocando-se na posição 201-300, entre 766 IES, de 85 países, que cumpriram os requisites de inclusão.

A UAlg oferece cursos de formação inicial e pós-graduada, nas suas diversas áreas de formação: Artes, Comunicação e Património; Ciências Sociais e da Educação; Ciências e Tecnologias da Saúde; Ciências Exatas e Naturais; Economia, Gestão e Turismo; Engenharias e Tecnologias.

A sua localização privilegiada junto ao Aeroporto Internacional de Faro e o grande número de novas rotas aéreas de ligação às principais cidades portuguesas (Porto e Lisboa) e europeias, bem como as excelentes condições que a UAlg e a região têm para oferecer, fazem com que, cada vez mais, a academia do sul do país adquira um estatuto central e internacional.