A Edição Papel

Academia universitária solidária com as gentes do Algarve

Jéssica Sousa

Henrique Dias Freire

10-04-2021

A Universidade do Algarve deu luz ao grupo de voluntariado UAlg V+, que estabelece laços com toda a comunidade algarvia, potencializando oportunidades técnicas e de desenvolvimento social na área da saúde, educação, social, ciência, ambiente e proteção civil, cultura, desporto e defesa de património

“Estudar onde é bom viver” é o slogan que certamente todos os alunos da Universidade do Algarve (UAlg) conhecem e embora para uns a vida seja plena, outros encontram-se em situações de vulnerabilidade.

A Universidade do Algarve deu luz ao grupo de voluntariado UAlg V+, que conta com toda a instituição e é coordenado por representantes de cada unidade orgânica e pelos serviços de ação social. Esta iniciativa pretende dar força ao voluntariado e estabelecer laços com toda a comunidade algarvia, potencializando oportunidades técnicas e de desenvolvimento social na área da saúde, educação, social, ciência, ambiente e proteção civil, cultura, desporto e defesa de património.

A constituição oficial enquanto Grupo de Voluntariado UAlg V+ deu-se em setembro de 2015 e nasceu de uma academia universitária. Por isso, qualquer elemento da comunidade académica pode juntar-se a esta causa, seja estudante, funcionário não docente, professor ou investigador.

Cátia Martins é coordenadora do projeto e referiu ao Postal do Algarve que atualmente o grupo conta com 822 voluntários que pertencem ou já pertenceram à universidade, incluindo os alumni, ex-funcionários e ex-docentes. Esclarece que com o confinamento muitas instituições viram-se obrigadas a suspender ou reformular as suas atividades, o que fez com que o número de voluntários diminuísse. Em anos anteriores e conforme decorriam iniciativas e campanhas de esclarecimento na área do voluntariado, o aumento do número de inscrições era notório, mas “este ano tudo se alterou”, acrescenta.

Apesar de alguns programas se encontrarem suspensos devido à Covid-19, atualmente estão ativos vários projetos e abertas as inscrições aos interessados em ajudar o próximo. É o caso da iniciativa #UAlgEstamosJuntos que apoia durante toda a semana a comunidade académica que se encontre em confinamento ou isolamento profilático. A ajuda incide na entrega de bens de primeira necessidade, como medicamentos e alimentação, na entrega de materiais necessários para acompanhar as aulas e no apoio psicossocial.

A delegação de Faro-Loulé da Cruz Vermelha Portuguesa solicita também voluntários para a estruturação e organização do Banco de Roupa e a Re-food Faro visa travar o desperdício alimentar e a fome na comunidade algarvia através da recolha e distribuição de alimentos que sobram de diversas fontes.

Os voluntários podem fazer parte de outros projetos como o “MOBI: Mobilidade sustentável na UAlg” que se dedica ao apoio em atividades de ensino informal a crianças e jovens no andar de bicicleta, ensino de regras básicas de trânsito e princípios de sustentabilidade ambiental. Dentro deste projeto existe outra proposta que consiste em tarefas de apoio na gestão do sistema de bicicletas partilhadas da Universidade do Algarve.

A colaboração com a associação Animais de Rua permite igualmente ao grupo a participação em campanhas de aplicação do método “Capturar- Esterilizar- Devolver” ou em atividades de angariação de fundos.

No apoio a atividades educativas e lúdico-pedagógicas, os voluntários colaboram com uma equipa multidisciplinar no apoio a atividades letivas, como na expressão plástica e em datas comemorativas ou em períodos de férias no desporto, atividades balneares e ao ar livre, workshops.

Na Associação Juvenil Akredita em Ti há projetos relacionados com o apoio ao estudo por tutoria de pares diariamente, oficina de estímulo cognitivo a partir de atividades lúdicas e divertidas e há oficina de promoção emocional através de jogos. No âmbito da cidadania, há o Jornal de Bairro, 123 Ação para a realização audiovisual, Oficina de Música, Oficina de Dança, Oficina de Artes Manuais e Oficina de saúde e bem-estar.

As inscrições para participar nas ações de voluntariado podem ser realizadas através do preenchimento de uma ficha de inscrição, por email ou através do Facebook.

Ser voluntário no UAlg V+

Bruna Coscarelli tem 21 anos e fez parte do grupo de voluntariado da UAlg em 2018. Alojou-se na campanha de arrecadação de fundos para os animais de rua e a sua função era vender produtos ao longo do dia, cujos ganhos foram revertidos em alimentação para os animais e esterilização.

Passou pelo Mercado Municipal de Faro e pelo supermercado Continente e confessa honestamente que entrou na secção dos animais de rua para ter contato com os mesmos. A experiência marcou-a de forma “gratificante” principalmente porque a população no geral mostrou-se sempre interessada e empenhada em ajudar, fazendo doações.

Para Bruna, o UAlg V+ é um grupo de grande interesse e que facilita à comunidade académica realizar voluntariado em diversas áreas de forma incansável. “Achei muito boa essa relação com os estudantes e a iniciativa do próprio grupo”, partilha.

Na sua visão, “o voluntariado hoje em dia é extremamente essencial, pois gera um sentimento de partilha e de solidariedade que é essencial, principalmente nos dias de hoje”.