Algarve Negócios

Bolsas de Excelência da UAlg já premiaram 393 alunos com mais de 360 mil euros

11-06-2021

Todos os alunos que ingressaram na Universidade do Algarve (UAlg) em primeira opção, com nota de candidatura igual ou superior a 17 valores tiveram bolsa de excelência

A sessão pública de entrega das Bolsas de Excelência, que distinguiu 57 alunos da Universidade do Algarve, realizou-se esta quarta-feira, às 17:00, no Grande Auditório do Campus de Gambelas. A iniciativa, que já vai na nona edição, contou com a participação de 46 entidades e já premiou 393 alunos, totalizando um apoio de mais de 360 mil euros.

Todos os alunos que ingressaram na Universidade do Algarve (UAlg) em primeira opção, com nota de candidatura igual ou superior a 17 valores tiveram bolsa de excelência. Com esta iniciativa, a UAlg pretende motivar os melhores alunos para que prossigam a sua formação nesta Academia, facultando-lhes um ensino de qualidade.

A bolsa atribuída paga integralmente o valor da propina do 1º ano de licenciatura ou de mestrado integrado, no valor de 697 euros, aos melhores alunos que se matricularam no 1.º ano, em 2020/2021.

Alexandre Lima, delegado regional de Educação do Algarve, dirigiu-se aos estudantes premiados referindo que a sua presença na cerimónia se deveu exclusivamente a eles, que fizeram o seu percurso no Ensino Secundário, que tiveram uma média igual ou superior a 17 valores e que escolheram a UAlg como primeira opção.

Na sua opinião “é uma proeza, que deve ser destacada”. O delegado regional realçou ainda “o trabalho que a Universidade tem feito na região e o trabalho que faz no acompanhamento aos alunos que vêm do Ensino Secundário para o Superior”.

Laura Pimenta foi uma das alunas contempladas. Veio da Escola Secundária de Serpa e ingressou na Universidade do Algarve no curso de licenciatura em Ciências da Comunicação (primeira opção) com nota de candidatura de 17,99.

A aluna, que nesta cerimónia discursou em representação dos alunos premiados, agradeceu à Universidade do Algarve e às empresas esta oportunidade. “A atribuição da Bolsa de Excelência foi algo que me motivou durante o ensino secundário, e acredito que também o seja para qualquer estudante que pretenda ingressar na UAlg”.

Na opinião de Laura Pimenta, “é importante reconhecer o mérito alcançado durante o secundário, e é importante que os alunos se sintam motivados a obter bons resultados”. A terminar referiu: “acho que a Universidade do Algarve faz um bom papel nesse aspeto, sinto que fui muito bem-recebida, e que é aqui que vou passar o que dizem ser os melhores anos da minha vida”.

A terminar, Paulo Águas dirigiu uma palavra de agradecimento às empresas, que, apesar da pandemia e das dificuldades, continuaram a apoiar este projeto, permitindo que, pelo nono ano consecutivo, tenha sido possível a entrega das bolsas de excelência. O reitor felicitou as famílias e os estudantes premiados, referindo-se à sua irreverência nos diferentes graus, mas destacando o facto de terem sabido, no percurso prévio à universidade, compatibilizar tudo isso com os bons resultados. “Seguramente, que é muito talento vosso, mas também muito trabalho, porque só talento não basta”.

Esta iniciativa, inserida num quadro de responsabilidade social, representa um importante sinal de reconhecimento do mérito pelo trabalho desenvolvido por estes alunos, para além de constituir uma significativa ajuda para as famílias suportarem os encargos com os seus educandos.

Na cerimónia foram também homenageados os estudantes internacionais, seriados com as melhores classificações, que beneficiam de propina reduzida no valor de 1.100 Euros.

Sobre a Universidade do Algarve:

A Universidade do Algarve (UAlg) tem atualmente cerca de 8 mil estudantes, 23% dos quais internacionais, oriundos de mais de 85 nacionalidades, onde se destaca o Brasil, país com maior representatividade, ultrapassando os 900 estudantes.

Com 41 anos de existência, aparece pela segunda vez consecutiva no ranking do Times Higher Education (THE) Young University Rankings 2019, que analisa o desempenho de instituições de ensino superior criadas há 50 anos ou menos, destacando-se no indicador que avalia a projeção internacional.

Em 2019 voltou a integrar a lista das melhores do mundo no Shanghai Ranking’s Global Ranking of Academic Subjects, destacando-se como a melhor universidade portuguesa na área de Hospitality & Tourism Management. O Shanghai Ranking’s selecionou as 300 melhores instituições de todo o mundo, colocando a UAlg no Top 100, com a melhor classificação nacional nesta área, entre as posições 51-75, liderando o lote das quatro universidades portuguesas avaliadas. Pela primeira vez, na posição 101-125, também apareceu no ranking do Times Higher Education (THE) Europe Teaching Rankings 2019, que analisa o desempenho do ensino em instituições de ensino superior europeias.

Em 2020 integra pela primeira vez o Times Higher Education Impact Rankings, que avalia o desempenho e contributo das universidades para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU, colocando-se na posição 201-300, entre 766 IES, de 85 países, que cumpriram os requisites de inclusão.

A UAlg oferece cursos de formação inicial e pós-graduada, nas suas diversas áreas de formação: Artes, Comunicação e Património; Ciências Sociais e da Educação; Ciências e Tecnologias da Saúde; Ciências Exatas e Naturais; Economia, Gestão e Turismo; Engenharias e Tecnologias.

A sua localização privilegiada junto ao Aeroporto Internacional de Faro e o grande número de novas rotas aéreas de ligação às principais cidades portuguesas (Porto e Lisboa) e europeias, bem como as excelentes condições que a UAlg e a região têm para oferecer, fazem com que, cada vez mais, a academia do sul do país adquira um estatuto central e internacional.